QUEM SOMOS - História

 

Um sonho que virou realidade

 

A ASSOCIAÇÃO DE PARTICIPANTES DO PORTUS - APP - nasceu do sonho de um grupo de portuários, funcionários da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), que estavam descontentes com os rumos tomados por seu fundo de previdência privada, o PORTUS.

Distorções no pagamento de aposentadorias, benefícios prometidos e não cumpridos e dificuldade no atendimento dos participantes de Santos por estar sediado no Rio de Janeiro o Fundo de Pensão - eram alguns dos problemas enfrentados pelos portuários santistas, incluídos no sistema Portus.

Diante dessa situação, um grupo de idealistas iniciou um movimento no início de 1991 para a fundação de uma entidade representativa dos participantes do Fundo em Santos. As primeiras reuniões para discutir a criação da Associação foram realizadas na sede dos sindicatos portuários Sintraport e Sindaport e também na Atac (Associação dos Técnicos Administrativos da Codesp).

Após muita discussão e análise de como funcionaria a Entidade, seu Estatuto foi elaborado, e no dia 14 de maio de 1991 nascia a Associação de Participantes do Portus - APP, com um quadro associativo inicial composto de apenas 150 membros.

O movimento para a fundação da APP foi pioneiro no Brasil. Os estudos e as tratativas para a consecução da entidade santista, antes, portanto, de sua criação, alcançou uma enorme repercussão nacional na área portuária. A então direção do PORTUS, vislumbrando o poderio santista que adviria com a fundação de uma associação fora dos domínios do Rio de Janeiro, impôs aos participantes do Fundo naquela cidade a imediata constituição de uma entidade similar a que estava surgindo no Porto de Santos - o que, de fato, veio a acontecer, mercê da adoção de medidas auxiliadoras adotadas pela direção do PORTUS que propiciaram  o surgimento da primeira APPORTUS, no Rio. A APP de Santos, por ter sido pensada e estudada com cautela, foi a segunda a ser criada no país. É a segunda, mas só na data de fundação...

Embora a fundação da APP Santos tenha sido em maio de 1991, a primeira diretoria da Entidade só foi empossada três meses depois, em agosto, e era composta pelos seguintes portuários:

Presidente: Jurandir França da Hora

Vice-Presidente: João Pinto de Abreu Filho

Diretor Financeiro e de Patrimônio: Angelo Peres Salles

Diretor Secretário: Lincoln Lopes da Silva Filho

Diretor Social e de Benefícios: Valdir Pfeifer da Silva

Diretor Jurídico: Manoel Miranda de Oliveira

Diretor de Aposentados: José Nunes dos Santos 

Além da contribuição dos associados, os primeiros anos da APP Santos foram viabilizados graças à força de vontade e ao comprometimento de alguns companheiros que angariavam recursos por meio de rifas e de outras ações congêneres.

 A Entidade tinha como sede uma garagem que funcionava, de favor,  nos fundos da representação local do PORTUS localizada na Rua da Liberdade nº 41, no bairro do Macuco, em Santos/SP. Alí permaneceu precariamente instalada de 1991 a 1999. A gestão do primeiro presidente Jurandir abrangeu o período de 1991/1993. A seguir, João Pinto de Abreu Filho foi eleito para cumprir o mandato de 1993/1995, substituído por Paulo Constantino, eleito para o biênio de 12 de junho de 1995 a 11 de junho de 1997.

O ano de 1997 representa um marco na história da APP

Depois de um exaustivo processo de convencimento pré-eleitoral, o companheiro Odair Augusto de Oliveira foi eleito para presidir a Associação, inicialmente para uma gestão de dois anos: 12 de junho de1997 a 11 de junho de 1999.

Ao iniciar o mandato, a nova diretoria eleita deparou-se com uma Associação atravessando uma grave crise financeira, com dívidas em torno de R$ 27 mil reais - passivo este advindo das administrações anteriores. Ciente da situação da Entidade, a nova Diretoria impôs como meta principal uma total reestruturação da APP visando aumentar o quadro associativo, ampliar a gama de benefícios oferecidos e, principalmente, sanear suas combalidas finanças.

Mercê de muito esforço, um dos objetivos foi alcançado em 1999. A APP conseguiu o que para muitos era praticamente inatingível: adquiriu com recursos próprios (sem empréstimos bancários e sem qualquer ajuda financeira do PORTUS) a sua primeira Sede Administrativa na Rua Oswaldo Cruz nº 102, no bairro do Boqueirão, em Santos/SP, tendo lá permanecido até 3 de agosto de 2009.

A ousadia da Diretoria da APP despertou nos associados aquele amor pela entidade que estava adormecido por quase 9 anos. Reeleito sucessivamente, a base do mesmo grupo diretivo formado em 1997 e sempre comandado pelo companheiro Odair, mais uma vez ousou inovar. Em outubro de 2007 deu início aos preparativos para a construção de uma sede mais ampla e dotada de um bom Salão de Festas - complemento muito reclamado pelos associados. Decorridos 22 meses da obra em construção (out/2007 a ago/2009) eis  que  surge  o   grande dia: 3 de AGOSTO DE 2009,  inauguração da nova Sede Social e Administrativa da APP na Av. Conselheiro Rodrigues Alves nº 365, no bairro do Macuco, em Santos/SP, constituída de 3 pavimentos: no subsolo, uma garagem com 25 vagas; no térreo, um amplo e completo Salão de Festas e no 1º andar, gabinetes para a Diretoria Executiva e escritório administrativo.

Mais um desafio vencido. Mais um marco de sucesso conquistado pela Diretoria que ousou libertar a APP dos grilhões da insolvência que queriam se instalar na entidade no longínquo  1997.

E, mais uma vez, ressalte-se:  a  construção da nova sede da APP também foi custeada com recursos próprios da entidade, sem empréstimos ou qualquer tipo de ajuda financeira externa, e o mais importante, sem ter que se desfazer do imóvel que abrigou de 1999 a 2009 a primeira sede administrativa, o qual, portanto, permanece incorporado ao patrimônio da entidade.

Em 24 de janeiro de 2014, também com recursos próprios, a APP adquiriu o imóvel nº 359 (ao lado de sua sede social e administrativa) da Av. Conselheiro Rodrigues Alves, enriquecendo ainda mais o seu invejável patrimônio.

Atualmente a APP conta com um quadro associativo composto de mais de 3.100 membros, os quais, somados aos seus dependentes e agregados, perfazem um total de 12.000 vidas, aproximadamente, que dispõem de uma vasta gama de benefícios oferecidos pela entidade.

A Diretoria Executiva (DIREXE) que hoje administra a APP está assim constituída:

Presidente: Odair Augusto de Oliveira

Diretor Secretário: Manoel Motta

Diretor Financeiro e de Patrimônio: Thereza de Souza Santos

Diretor de Assuntos Jurídicos: Orlando Nelson Coelho

Diretor Social e de Benefícios:  Moacir Santos

Luta, trabalho contínuo, garra, denodo, perseverança, sem medo de ser feliz, ferrenho combate às adversidades e parcimônia nos gastos e muiito mais,  continuam sendo os atributos, os princípios, os objetivos e os desafios da atual Diretoria reeleita em 2013 para um mandato de quatro anos, por exclusiva iniciativa do CONDEL da Associação - prova inconteste do reconhecimento pela  lisura com que têm sido tratadas as questões administrativas da entidade.

Mas, afinal, por que tanto esforço, tanta responsabilidade e tanto desprendimento? Para que tudo isto?

Simplesmente porque nos obrigamos a continuar mostrando e provando  que a ASSOCIAÇÃO DE PARTICIPANTES DO PORTUS – APP  é, de verdade,

                                                  UM SONHO QUE VIROU REALIDADE                                                  

 

(texto atualizado em 30.7.2014)

 

 

 

© 2014 Copyright - Associação de Participantes do Portus